Reformando a casa II


No fundo do jardim há uma área dedicada ao lazer. Ali, um deck de cruzetas (Taúna) embute o ofurô de cedro (Ofurô de Madeira). Cortinas d’água (Tecnofontes) garantem um barulhinho relaxante. O líquido cai num espelho-d’água e recircula.


As palmeiras ajudam a disfarçar a elevada altura do muro. O chuveirão foi feito com dormentes. No piso, material cimentício (linha Madeyra, da Castelatto).


A escada é vazada, tem estrutura de cumaru e guarda-corpo de ferro com pintura automotiva (Vitroart do Brasil).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s